Jordan e Lebron: atletas e marcas que vão além das quadras

Lebron James e Michael Jordan, através de suas marcas, buscam acabar com o racismo sistêmico através de doações à instituições que promovam movimentos de engajamento socioeconômico para negros.

Embora no basquete ambos ocupem o mesmo pódio entre os melhores, quando a pauta é ativismo, acabam ocupando lados opostos.

Jordan muitas vezes fora criticado pela falta de posicionamento quando abordado sobre racismo ou apoio a causas negras. Em sua defesa, Michael preferiu reforçar que dava exemplo em outros campos.

“Todos têm uma ideia preconcebida em termos do que acham que eu devo ou não fazer. Vivo dando exemplos em minha vida. Se isso te inspira, ótimo, continuarei assim. Se não te inspirar, talvez eu não seja o ídolo que você deveria seguir.”

Quando perguntado sobre seu apoio ao candidato Harvey Gantt, democrata que poderia ter sido o primeiro senador negro da Carolina do Norte, o multicampeão da NBA acabou preferindo se esquivar e utilizou seus contratos com a Nike como escudo.

“Republicanos também compram tênis”

Lebron, por sua vez, é figura ilustre no panteão dos atletas que lutam pelo que acreditam de maneira mais direta e participativa.

Co-criador da Uninterrupted, marca que visa dar espaço para a discussão de pautas sociais, James segue bem o slogan da própria marca e é “bem mais que um atleta”.

Muitas vezes criticado pela mídia e pela sociedade, o também multicampeão da NBA nunca se escondeu e sempre “bateu no peito” quando o assunto era seu posicionamento e suas crenças.

“Nunca me calarei sobre as coisas que estão erradas. Eu prego sobre meu povo e prego sobre igualdade, justiça social, racismo, repressão eleitoral. Vou usar minha plataforma para continuar a lançar luz sobre tudo o que está acontecendo neste país e ao redor do mundo”

Mesmo que tenham um background diferente, ambos se juntaram pela mesma luta e, em junho de 2020, suas marcas, que são ligadas a Nike, anunciaram uma parceria com o objetivo apoiar o combate ao racismo sistêmico.

Com uma doação inicial de 100 milhões de dólares pelos próximos 10 anos, as marcas esperam impactar diretamente três áreas prioritárias: educação, justiça social e justiça econômica.

Até hoje, seis instituições foram anunciadas como parceiras do programa: NAACP Legal Defense and Educational Fund, Inc. (LDF), Formerly Incarcerated & Convicted People and Families Movement (FICPFM) e Black Voters Matter sendo as três primeiras anunciadas em 5 de junho e Smithsonian Institution’s National Museum of African American History and Culture, Morehouse College e Ida B. Wells Society for Investigative Reporting sendo as outras três anunciadas em 28 de maio de 2021.

Cada instituto tem um objetivo em comum, a valorização da população negra, e cada um busca este objetivo de alguma forma. As marcas ajudam muito com essas doações, mas o engajamento de ambos os atletas talvez seja a parte mais importante desta parceria.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s