Fim da parceria entre a Portuguesa e o Futebol Americano – A trajetória contada em números!

Por Filipi Junio – Colunista Esporte Nacional // Tide Football feat. Mapa FABr.

Advertisements
RONALDO BARRETO @barretoronaldofotos / Fotografa Esportiva.

No último dia 12, a Portuguesa FA anunciou o fim da parceria com a Portuguesa de Desportos, que durou 9 temporadas. A decisão foi tomada no final da temporada de 2020, em conversa entre as diretorias do futebol americano e da Portuguesa de Desportos. A deliberação é consequência de novos planos da Lusa em decorrência da recente volta da equipe de futebol ao campeonato brasileiro.

Após saber do término da parceria, decidi fazer um breve apanhado dessa bela história em números, bem ao estilo Mapa do FABR. Então vamos lá…

Ao longo das 9 temporadas, o time mudou de nome em três ocasiões: em 2012, quando passou a se chamar Lusa Rhynos, em 2014 mudou para Lusa Lions e, finalmente, em 2018 passou a se chamar Portuguesa Futebol Americano. Considerando apenas torneios oficiais e equipados, o time disputou 13 competições, 80 jogos e enfrentou 37 times de 11 estados.

O maior adversário não poderia ser outro, o Corinthians Steamrollers. Foram disputados 9 jogos entre os dois times e a Portuguesa tem uma larga vantagem nas vitórias. O Corinthians venceu os três primeiros confrontos em 2012 e 2013, mas a Portuguesa reverteu a desvantagem após 6 vitórias consecutivas entre 2015 e 2019.

O São Paulo Storm é o segundo grande adversário, foram 8 jogos e mais uma ampla vantagem de vitórias. A única derrota da Portuguesa foi em 2017, sendo a primeira para um time paulista em 4 anos, a última derrota tinha acontecido em 2013 para o Vinhedo Lumberjacks.

Advertisements

Falando em derrotas para times do seu estado, apenas Corinthians Steamrollers, Santos Tsunami, Palmeiras Locomotives, Nemesis Football, Vinhedo Lumberjacks e São Paulo Storm podem se gabar de terem vencido a Portuguesa. O interessante dessa estatística é que das oito derrotas, sete aconteceram em um intervalo de 433 dias nos anos de 2012 e 2013. De lá para cá, passaram-se mais de 2.945 dias e a Portuguesa perdeu apenas uma vez!

Somente por curiosidade, separei a história do time de acordo com as mudanças de nome. O período em que o time adotou Lusa Rhynos (2012/2013) foi o pior, foram 23 jogos, 9 vitórias, 14 derrotas e um aproveitamento de 39%.

Como Lusa Lions (2014/2017) a história mudou, foram 38 jogos, 29 vitórias, 9 derrotas e aproveitamento de 76%. As conquistas vieram junto com as vitórias. Como Lusa Lions, o time chegou pela primeira vez aos playoffs nacionais (TTD 2015), sendo eliminado pelo Flamengo Imperadores, e venceu as primeiras duas edições da SPFL em 2016 e 2017 de forma invicta. 

Como Portuguesa Futebol Americano (2018/2021) foram 19 partidas disputadas, foram 15 vitórias, 4 derrotas e aproveitamento de 78%. Mesmo criando uma enorme hegemonia em São Paulo, onde ganhou mais um estadual invicto em 2018, a Portuguesa não conseguia se impor contra times de outros estados.

Advertisements

Ao longo da sua história, foram 38 jogos contra times de fora de São Paulo, 19 vitórias e 19 derrotas. Um aproveitamento de 50% não é ruim, mas a maioria das vitórias foram contra times mais fracos. Quando separamos os jogos contra times que já foram campeões nacionais e sempre figuram entre os favoritos, foram 17 jogos e apenas duas vitórias contra Vasco e Flamengo, respectivamente, em 2018 e 2019.

Pensando em mudar esse panorama, o time decidiu não disputar a SPFL em 2019 para priorizar a Liga BFA. Mesmo não vencendo os grandes adversários, o time mostrou uma evolução enorme em 2019, quando quase venceu o poderoso Galo FA em Belo Horizonte e protagonizou uma das melhores partidas do ano, quando perdeu para o Vasco Almirantes nos playoffs.

Quando falamos em pontuadores, a Portuguesa é o único time, com mais de 50 jogos, que tenho registros de cada pontuação feita pelo time. O mérito nesse caso não é meu, já que todos os dados foram passados pelo Catullo Góes, que anotou, desde 2012, o nome e como aconteceu cada pontuação do time.

Falando em Catullo, o quarterback é um dos grandes nomes revelados pelo time. Foram 12 temporadas como starter do time, que nunca precisou se preocupar em contratar estrangeiros para a posição. De 2012 a 2019, foram 135 passes para touchdowns, segunda maior marca do FABR, 13 corridas para TD, 3 conversões de 2 pontos e 1 extra point.

Mas ele não foi o único QB do time a lançar passes para touchdowns, o Pedro Jaime “Cavanha” somou 4 passes em 2013 e o João Paulo Bueno passou para 13 touchdowns entre 2016 e 2018.

Advertisements

Ao longo da sua história, a Portuguesa marcou 268 touchdowns, sendo que 16% deles foram feitos por um jogador: Vinícius Elias de Souza, o Seiya. O camisa 11 da Portuguesa é um dos melhores recebedores do país e seus números mostram isso. Na sequência do Top 10 de pontuadores do time, vemos jogadores que tiveram passagens gloriosas por adversário da Portuguesa, com destaque para running back Johnny Santos (Corinthians e Spartans), Leandro Fratini (Corinthians e Storm), Luiz Domingues (Storm), Guilherme Sarmento “Jesus” (Storm e Spartans) e Paulinho Santos (Corinthians e Storm). Veja a lista completa:

NomeTouchdowns
1. Vinicius “Seiya”43
2. Johnny Santos28
3. Fernando Desimone “Francês”24
4. André Pistarini “Moss”19
5. Catullo Góes13
6. Leandro Fratini13
7. Luiz Domingues12
8. Guilherme Sarmento “Jesus”10
9. Paulinho Santos10
10. Bruno Guimarães “Rato”8

Mas nem só de futebol americano viveu a Portuguesa nos últimos anos. Como é comum em São Paulo, a Portuguesa começou sua história como um time de Flag Football em 16 de março de 2007. O Flag foi a categoria principal do Rhynos até 2011, quando a transição para o futebol americano se iniciou, mas o time não abandonou suas raízes. 

O Flag continua sendo uma categoria importante no time, que mantém um elenco forte e focado no esporte. O time masculino venceu o Campeonato Paulista de Flag da FEFASP em 2017, 2018 e 2019 e o feminino o Karaja Bowl em 2018.

Não importa o esporte, a Portuguesa FA, principalmente em São Paulo, sempre se colocou como uma das principais forças, que isso não mude.

Advertisements
Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google photo

You are commenting using your Google account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s