Por oportunidades no futebol americano, Rio Football Academy tem treinamento para jovens e quer atingir todo o Brasil

Além de exportar atletas brasileiros, dando oportunidades reais de chegarem à NFL, Rio Football Academy busca desenvolver jovens para terem futuro promissor no esporte.

O crescimento do futebol americano no Brasil não tem sido uma tarefa fácil. Times se reinventam todos os anos para dar oportunidades de seus jogadores estarem em campeonatos, atletas mais antigos buscam qualificações diferenciadas do próprio bolso e, na maior parte, as grandes oportunidades na modalidade, que já são bem restritas, ficam ainda mais raras quando o futuro em questão vem de brasileiros que tentam a vida neste esporte. Para mudar este cenário, programas de inclusão esportiva e ideias criadas do zero passaram a atuar com a finalidade de oferecer um caminho melhor aos brasileiros que desejam, um dia, ter uma chance na NFL ou em qualquer outra liga. E é esse o objetivo da Rio Football Academy, a maior academia de futebol americano da América do Sul, que fica na Barra da Tijuca, Rio de Janeiro.
Patrick Dutton e Ramon Martire (este, QB da seleção brasileira), já passaram por times importantes do Brasil e tiveram como ideia inicial, anterior à fundação da academia, apenas um treino do estilo “camp” para quem se interessasse em aprender mais da modalidade.
“Em novembro de 2014 fizemos um camp que foi um sucesso, com 35 meninos. A partir dali quisemos dar continuidade ao projeto. Isso porque a vontade era de que atletas brasileiros conseguissem conquistar um espaço no exterior de igual para igual com os norte-americanos, porque lá começam a aprender o esporte com 7, 8 anos. “, afirma Patrick Dutton.

Advertisements



Paixão pela NFL deu vida à Rio Football Academy
A ideia veio da paixão que Patrick Dutton tinha: A NFL. Mais especificamente, o New York Giants.
“Sempre pratiquei esportes. Joguei basquete por um tempo e sempre achei que poderia levar jeito para o futebol americano. Por uma coincidência do destino, uma pessoa que eu conhecia jogava e me levou para jogar. Começamos juntos no Botafogo, nas areias do Rio de Janeiro. E, desde 2013, estou nessa caminhada” – revela Dutton.
A Rio Football Academy oferece, hoje, diversos programas para treinamento e desenvolvimento dos atletas de modo único no Brasil e na América do Sul. Atualmente, contam com frentes presenciais e digitais. Na própria academia, que fica na Barra da Tijuca, Rio de Janeiro, 70 atletas treinam duas vezes por semana. Estes, arcam com o valor da mensalidade e têm direito aos treinos e equipamentos, que são disponibilizados na hora, para a prática da modalidade. De forma coletiva, os treinos presenciais atendem atletas de 7 a 23 anos, em turmas sub-15 e sub-23. Passando da idade limite para o presencial, os treinos são particulares onde, em maioria, os clientes são jogadores de outros estados que procuram o programa para evoluir e usufruir da infraestrutura local.
“Por ano, recebemos de 14 a 20 atletas que têm como objetivo melhorar o desempenho em geral.” – diz o CEO do projeto, Patrick Dutton.
Além do futebol americano, a academia também abriu espaço para o Cheerleading, esporte amplamente praticado nos Estados Unidos que ganhou atenção especial da RFA e que recebe mulheres que se interessam pela modalidade.
“Nosso objetivo era trazer a cultura do futebol americano e não apenas o esporte em si. Na parte digital, temos nossa loja de futebol americano onde atingimos o Brasil inteiro com equipamentos e roupas. Temos cursos online com preços acessíveis, específicos para cada posição (do jogo) e voltado a treinadores, do básico ao avançado.”, revela Dutton.
Além de cursos, a Rio Football Academy também tem oferecido consultoria online para mais de 40 atletas. O projeto consiste em auxiliar com a melhoria das partes técnicas, táticas e físicas, com acompanhamento individual, tendo a oportunidade de treinar presencialmente quando preferirem.
Preparação e exportação de atletas com bolsas de estudo
Porém, mesmo com as oportunidades começando ainda na infância dos alunos, Dutton sabe que a tarefa de maximizar o campo de chances destes atletas no futuro ainda é complicada. Por isso, firmaram parceria com um programa de envio de atletas para o exterior, a CS Educacional.
“Já mandamos mais de 30 meninos para o Canadá, Estados Unidos e México para estudarem com bolsa de estudos, por meio do futebol americano.” – Afirma Dutton, que aos 31 anos diz que todo o projeto também se deve ao “arrependimento” de ter conhecido o esporte de forma tardia, aos 24 anos. Isso porque sabe que se a dedicação tivesse acontecido ainda na adolescência, poderia ter uma oportunidade melhor para jogar, fazer faculdade com bolsa e receber melhores propostas.
O objetivo da RFA é expandir o projeto para todos os estados do Brasil, dando oportunidade a crianças aprenderem o futebol americano de forma embasada com pessoas capacitadas, inclusive, internacionalmente. “Nosso maior sonho é enviar um atleta para a NFL”, afirma Dutton. Atualmente, a academia, que já enviara diversos atletas para estudar fora do Brasil, conta com um atleta (Kicker) estudando na Divisão 1 do College Football que, caso se posicione bem, tem uma boa chance de chegar à principal liga da modalidade. Além disso, outro ex-RFA pode ir para a primeira divisão do futebol americano universitário em 2021, após receber 9 propostas de bolsas, nos Estados Unidos: O Kicker João Lima.
Futuro promissor
Além de uma academia do esporte, a Rio Football Academy também participa de campeonatos e jogos, perdendo apenas 1 em 5 anos. A vitória mais expressiva da RFA, até agora, se deu ao bater a seleção do Chile sub-23, no amistoso entre as duas equipes, em território Chileno por 20 a 10.
Patrick Dutton, como muitos outros atletas com mais bagagem no esporte sabe que, para conseguir um bom resultado em campo, é necessário se dedicar de forma precisa aos treinamentos: “O importante é você entrar e deixar tudo o que tem para ajudar o time a conseguir o objetivo esperado. Tento passar isso aos meus atletas, mostrando para eles que o esforço colocado diariamente é diretamente proporcional aos resultados que eles colherão no futuro. Quanto mais treinarem, maior a probabilidade de alcançarem seus sonhos”.

Advertisements
Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google photo

You are commenting using your Google account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s